Veco Noticias

Vandalismo cometido por crianças deixa prejuízo de cerca de R$ 50 mil em escola de Colombo, diz diretora


Escola Municipal John Kennedy, na Região Metropolitana de Curitiba, foi invadida no sábado (1º), e a polícia investiga o caso; funcionários e voluntários fizeram mutirão de limpeza, nesta terça-feira (4). Professores fazem mutirão pra limpar escola que foi alvo de vandalismo em Colombo
A ação de vandalismo praticada por crianças na Escola Municipal John Kennedy, que fica em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), gerou prejuízo de cerca de R$ 50 mil, segundo a direção.
O local foi alvo de um grupo de crianças, que invadiu o local no sábado (1º), quebrou equipamentos e causou destruição, segundo a escola.
‘Desolador’, desabafa diretora de escola que foi alvo de vandalismo
Câmeras de segurança mostram que escola foi vandalizada por crianças
Nesta terça-feira (4), um mutirão reuniu professores, funcionários e voluntários trabalharam na limpeza, depois do estrago deixado pela invasão.
“Surgiu de uma mãe a ideia de fazer uma vaquinha virtual para arrecadar verba para repor os aparelhos e vamos fazer uma reunião com o conselho da escola para ver se eles aprovam para colocarmos em prática”, disse a diretora Maria Tereza de Souza.
Atividades dos alunos, equipamentos eletrônicos e livros foram destruídos.
Sala com os livros foi toda bagunçada
Reprodução/RPC Curitiba
Mutirão de limpeza
Durante a pandemia, a cada 15 dias, os professores entregam aos alunos materiais para que eles possam estudar em casa, mas, na segunda-feira isso não ocorreu, devido ao local estar depredado.
No local, nesta terça, os funcionários e voluntários se mobilizaram para organizar os livros.
A professora Franciele Dalmolin se emocionou com a tristeza de ver tudo vandalizado.
“Fiquei muito chateada. Passei o dia ontem chorando porque a gente tem amor por este lugar. É um lugar que a gente batalha muito para que fique sempre organizado. É muito triste”, disse.
Natália dos Santos, que é avó de uma aluna e faz parte da associação de pais da escola disse que teve que lidar com a decepção da neta em não poder retirar as atividades na escola.
“Ela perguntou ‘você não vai buscar minhas atividades, vó? Eu não tenho tarefa para fazer?’ Então, isso é muito triste”, comentou.
Investigação
Câmeras de segurança flagram crianças praticando vandalismo em escola
Câmeras de segurança registraram o momento em que meninos quebraram o vidro de uma porta, passaram por um pequeno espaço e começam a depredar tudo.
Os invasores conseguiram tirar os extintores da parede e acionaram o equipamento.
A ação foi descoberta na manhã de segunda-feira (3), quando a zeladora chegou para abrir a escola.
Câmeras de segurança mostram que escola foi vandalizada por crianças, em Colombo
Reprodução/RPC
Além do vandalismo, foram levados aproximadamente R$ 100 da associação de pais e mestres, conforme informado pela escola.
Em uma das salas, as crianças provocaram um princípio de incêndio. Outra sala, onde estavam os livros novos, que seriam distribuídos aos alunos, foi destruída e os livros bagunçados.
Atividades dos alunos foram destruídas.
Reprodução/RPC Curitiba
A Prefeitura de Colombo informou que um vigia trabalha na escola de segunda a sexta-feira, e aos fins de semana a Guarda Municipal faz rondas.
A Secretaria de Educação de Colombo disse que, após o ocorrido, pretende providenciar segurança também aos fins de semana.
A Polícia Civil investiga o caso e busca identificar quem são as crianças que invadiram a escola.
Equipamentos eletrônicos foram danificados.
Reprodução/RPC Curitiba

VÍDEOS: Mais assistidos no G1 Paraná

1xVelocidade de reprodução0.5xNormal1.2×1.5x2x

Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Rolar para cima