Veco Noticias

Nota Curitibana: créditos do programa podem ser transferidos para conta bancária ou para cartão-transporte


Prefeitura anunciou mudança no resgate dos créditos, nesta quarta-feira (19); programa oferece prêmios e ressarcimento aos contribuintes que pedem nota com CPF na prestação de serviços. Mudança no resgate dos créditos do Nota Curitibana
A Prefeitura de Curitiba anunciou, nesta quarta-feira (19), mudanças no resgate dos créditos do programa Nota Curitibana, que sorteia prêmios e ressarce contribuintes que pedem nota fiscal com CPF na prestação de serviços.
Segundo o anúncio, os créditos passaram a poder ser transferidos para conta bancária ou para o cartão-transporte da Urbanização de Curitiba (Urbs).
Acesse a plataforma do Nota Curitibana
Além das novas opções, segundo o município, continua valendo a opção de abater até 50% do valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) do ano seguinte com os valores acumulados no programa.
Pelo programa Nota Curitibana, 15% do valor do imposto devido de ISS referente à prestação de serviços pagas no município são convertidos em créditos. Os valores podem ser resgatados de acordo com a opção do contribuinte.
Nota Curitibana: créditos do programa podem ser transferidos para conta bancária ou para cartão-transporte
Giuliano Gomes/PRPress
Nota Curitibana
Para receber os créditos e participar dos sorteios de prêmios do programa, é necessário fazer o cadastro na plataforma, pela internet.
Os créditos acumulados vencem em dois anos a contar da data de emissão da nota fiscal, e os prêmios podem ser resgatados em até 18 meses.
Ainda segundo a prefeitura, todos os meses, o programa sorteia prêmios de R$ 50 mil, R$ 20 mil e R$ 10 mil, além de 15 mil prêmios de R$ 10. Os créditos e sorteios do Nota Curitibana não têm relação com os cadastros do Nota Paraná, que é do governo do estado.
O contribuinte, ao se cadastrar, também pode selecionar uma instituição que, caso ele ganhe algum dos prêmios, também receberá uma gratificação.
Assista aos vídeos mais acessados do G1 PR
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Rolar para cima