Veco Noticias

Moradores dizem que acidentes são frequentes em trevo onde táxi, ônibus e caminhão bateram na PR-423, em Campo Largo


DER-PR afirmou que local é sinalizado, mas que vai reforçar ações no trecho. Motorista do carro morreu no local. Imagens de câmeras de monitoramento mostram explosão após batida. Câmeras registraram acidente entre carro, ônibus e caminhão, na PR-423
Moradores da região onde fica o trevo onde um táxi, um caminhão e um ônibus bateram na PR-423, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, dizem que os acidentes graves são frequentes no trecho.
Uma pessoa morreu na batida de terça-feira (13). Câmeras de monitoramento registraram o caso. Veja acima.
As imagens mostram que o táxi carro cruzou uma preferencial e foi atingido por um caminhão. Com o impacto, o carro foi arrastado e esmagado contra um ônibus. Uma explosão aconteceu após a batida.
Câmeras registraram acidente entre carro, ônibus e caminhão, na PR-423
Centro Integrado de Operações de Segurança Pública
O motorista do táxi morreu no local. O condutor do caminhão teve ferimentos leves e foi levado ao Hospital do Trabalhador. O ônibus não tinha passageiros, e o motorista não ficou ferido.
Segundo os moradores, o local é perigoso por falta de sinalização e pela imprudência dos motoristas.
“Eu presenciei vários acidentes graves, com pessoas pedindo socorro mas não tinha o que fazer. Toda semana está acontecendo acidente”, afirmou a moradora Eliane Stoco.
No local da batida, um poste já estava caído por causa de um outro acidente que aconteceu no feriado da Páscoa.
Batida aconteceu em cruzamento na PR-423, em Campo Largo
Denilson Beltrame/RPC
Segundo os moradores, a lombada eletrônica do trecho registra a velocidade dos veículos, mas não há aplicação de multas. O limite de velocidade no local é de 60 km/h.
“Cada dia uma vida se vai. É uma família que está sofrendo uma perda, seja por imprudência ou não. A gente precisa tomar uma atitude”, afirmou a moradora.
O que diz o DER-PR
O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) afirmou que trecho está devidamente sinalizado, conforme a legislação e normas vigentes. Mesmo assim, o departamento afirmou que vai reforçar a sinalização no local, e que o aparelho para medição de velocidade será retirado para reparos.
O DER-PR também disse que está em tratativas com a prefeitura municipal de Campo Largo para a realização de obras no trevo, e que caberá ao município a elaboração do projeto para que o departamento execute a obra no local.
Batida
Apesar dos acidentes serem frequências no trecho, a batida de terça-feira (13) assustou os moradores da região.
Odair José, que tem um comércio próximo ao trevo onde aconteceu a batida, disse que ficou impressionado com o que viu.
“Eu vi pela janela. Escutei a freada do caminhão, ouvi o barulho e pela janela do estabelecimento vi a carreta levando o carro pra frente. Coisa de outro mundo”, afirmou
O carro e o caminhão caíram em um barranco às margens da pista. Até a manhã desta quarta-feira (14) os dois veículos ainda não tinham sido removidos do local.
Uma equipe contratada pela transportadora dona do caminhão foi até o local instalar uma barreira de contenção para evitar que o piche transportado pelo veículo se espalhe pela região.
VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR
Veja mais notícias da região em G1 Paraná.

Rolar para cima