Veco Noticias

Luxa comenta limitação na troca de treinadores no Brasileiro: “Acho inexequível”

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Vanderlei Luxemburgo (@luxaoficial)

“Não sei se isso funciona, a constituição não permite você cercear o direito de trabalho de ninguém. Além disso, acredito também que os clubes não venham a cumprir, porque não é constitucional, não é lei. Deveria partir da ABTF criar uma lei que determinasse uma regra do jogo para os técnicos e a CBF desse a anuência, e não colocar desta forma, como está colocando”, declarou.

Luxa também destacou que considera a mudança positiva, mas ressaltou que há algumas coisas que ainda precisam ser discutidas e considera a determinação “inexequível”.

“Acho legal, sai um primeiro treinador e vem o segundo, mas será que isso vai ser respeitado? Tem que pensar direito, acho legal, mas tem algumas coisas que estão bem em aberto para discussão. Acho isso inexequível, não vejo como vai acontecer. Tomara que aconteça, porque estamos buscando isso há muito tempo no futebol brasileiro, mas vejo com um pouco de dificuldade”, acrescentou Luxemburgo.

Rolar para cima