Veco Noticias

Jacquin compra restaurante após dono morrer por Covid-19: ‘Essa história mudou minha vida’

O chef de cozinha Érick Jacquin, que comanda o “Pesadelo na Cozinha”, revelou em entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan, nesta terça-feira, 16, que viu sua vida mudar após comprar um dos restaurantes que ajudou a salvar na nova temporada do reality show. “A nova edição do programa foi gravada antes da pandemia e, em um dos episódios, trabalhei para reformar um restaurante francês, o Ça-Va. O dono se chamava Antonio, um senhor apaixonado pela França, tive até dificuldade de brigar com ele. Ele era muito atencioso, comprou até presente para a minha esposa como forma de agradecimento. Quando as gravações terminaram, ele foi hospitalizado para exames de rotina, mas acabou se contagiando com a Covid-19 no próprio hospital e faleceu. Isso me marcou demais, fiquei super triste, ele era muito bacana. Então os filhos dele me chamaram e disseram: ‘Érick, com certeza nosso pai gostaria que você ficasse com o restaurante que era a vida dele. Se você não aceitar, nós vamos fechá-lo e acabou a história’. Decidi comprar o Ça-Vá e, em homenagem ao Sr. Antonio, mantive o nome e deixei tudo como estava, inclusive com os quadrinhos que ele gostava”, disse.

O episódio sobre a reforma do restaurante francês será transmitido pela emissora Band no dia 6 de abril. Este é o primeiro estabelecimento do programa adquirido por Jacquin. “Só me arrependo porque o Sr. Antonio não poderá assistir o episódio sobre o seu restaurante. Fizemos a reforma com tanto carinho, ele ficou tão feliz. Essa história mudou minha vida. Sou um homem de muita sorte porque, já que a vida é feita de encontros, cruzei com muita gente bonita, especial, no meu caminho. Sr. Antonio foi uma dessas pessoas.” O antigo dono do Ça-Vá, Antonio Carlos Cirelli, morreu aos 75 anos em 15 de maio de 2020.

Confira a entrevista com o chef Érick Jacquin:

Rolar para cima