Veco Noticias

Fundador do Twitter coloca seu primeiro tuíte à venda


Toby Melville/Reuters

O diretor-executivo do Twitter, Jack Dorsey, colocou à venda seu primeiro tuíte postado na rede social. A maior oferta recebida até agora chega a US$ 2 milhões, o que é um sinal sobre o apetite por essas peças virtuais.

“Estou criando minha conta Twttr”, tuitou o fundador da plataforma em 21 de março de 2006.

Na sexta-feira (5), Dorsey postou um link para a rede social no site “Valuables”, onde os internautas podem fazer uma oferta. A maior feita neste sábado, de US$ 2 milhões, é de Justin Sun, fundador da TRON, uma plataforma de blockchain, a principal tecnologia usada para criptomoedas, e dono do site de streaming BitTorrent.

“O criador de um tuíte decide se deseja emití-lo no blockchain para criar uma versão autenticada exclusiva”, explica o site de leilão de tweets.

Comprar um tuíte significa adquirir “um certificado digital do tweet, único, porque foi assinado e verificado pelo criador”, explica a empresa em sua página de perguntas e respostas.

O tuíte de Dorsey permanece visível para todos, desde que o próprio autor ou o Twitter o mantenham online.

O mesmo acontece com as sequências de vídeo de jogos de basquete, que ainda são visíveis gratuitamente na internet mesmo depois de terem se tornado um “NFT”, um “token não fungível”: um objeto de identidade virtual, autenticidade e rastreabilidade em teoria incontestáveis e invioláveis, graças à tecnologia conhecida como “blockchain”.

Um vídeo de ação de dez segundos do astro da NBA, LeBron James, foi vendido por US$ 208 mil no Top Shot no final de fevereiro.

Lançado no início de outubro pela Dapper Labs em associação com a NBA, Top Shot permite comprar e vender esses videoclipes, chamados de “momentos”, a preços que variam de acordo com sua raridade.

Desde o início do ano, a Top Shot gerou mais de US$ 200 milhões em transações, de acordo com um porta-voz da Dapper Labs.

Rolar para cima