Veco Noticias

Estudantes e pesquisadores da Unioeste desenvolvem horta comunitária com plantas medicinais


Segundo governo, famílias têm canteiro individual para cultivar plantas e hortaliças, além de poder comercializar os produtos como alternativa de renda. Horta comunitária foi desenvolvida por comunidade acadêmica da Unioeste
Divulgação/Unioeste
Estudantes e pesquisadores da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) desenvolveram uma horta comunitária em Francisco Beltrão, no sudoeste do estado, com plantas medicinais. No local, ainda são cultivadas hortaliças e plantas aromáticas.
Os produtos, segundo o governo estadual, são utilizados para estimular a diversificação e a qualidade da alimentação de famílias envolvidas no projeto. Entenda abaixo como funciona.
As famílias também comercializar as plantas como alternativa na geração de renda.
De acordo com o governo, a intenção do projeto é distribuir chás e mudas para moradores do bairro Padre Ulrico, um dos mais carentes do município.
Entenda como funciona
De acordo com a Unioeste, a horta funciona em canteiros individuais distribuídos entre as famílias, que recebem orientações sobre formas de uso das plantas.
Além do cultivo, uma cartilha com informações sobre as principais plantas medicinais também foi produzido no projeto. A verba para o material, distribuído em escolas da região, foi fornecida por meio Programa Universidade Sem Fronteiras.
Segundo o governo, foram investidos R$ 85 mi.
Veja mais notícias da região em G1 Oeste e Sudoeste.

Rolar para cima