Veco Noticias

Curitiba deixa UPAs para pacientes da Covid e passa casos graves de outras áreas para unidades básicas; veja mudanças


Prefeitura diz que medidas foram tomadas pela pressão no sistema de saúde; UPAs atenderão emergências somente das 20h às 7h, de segunda a sexta, e das 17h às 7h nos fins de semana. Com o novo formato, as nove UPAs da cidade atenderão casos graves que não sejam de Covid somente das 20h às 7h, de segunda a sexta, e das 17h às 7h nos fins de semana
Reprodução/RPC
A pressão no sistema de saúde causada pela pandemia do novo coronavírus levou Curitiba a deixar as nove Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) exclusivamente para tratamento de pacientes da Covid-19.
A mudança foi anunciada pela prefeitura nesta quarta-feira (2). Com isso, 19 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e três prontos-socorros passam a atender urgências e emergências do Sistema Único de Saúde (SUS).
Confira as 19 unidades que funcionam como pronto atendimento
Veja as unidades de saúde com atendimentos de rotina
Segundo a prefeitura, as alterações ocorrem para enfrentar uma nova fase crítica da pandemia na capital, que está em bandeira vermelha, e para garantir tratamento adequado aos casos de Covid mantendo outros atendimentos.
CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias
ACOMPANHE: Média móvel de mortes e casos no estado
VACINAÇÃO NO PARANÁ: Veja perguntas e respostas
Com o novo formato, as nove UPAs da cidade atenderão casos graves que não sejam de Covid somente das 20h às 7h, de segunda a sexta, e das 17h às 7h nos fins de semana.
Casos de urgência e emergência são acidentes de trânsito, cortes profundos, enfartes, traumas (uma perna quebrada, por exemplo), entre outros.
Paraná fecha maio com 1.250 pessoas à espera de leito hospitalar para Covid
No caso das UBSs, as 19 unidades atendem urgências e emergências médicas de segunda a sexta-feira, das 7h às 20h. Dez dessas unidades – uma por regional – atendem também durante os fins de semana e feriados, das 7h às 17h, como pronto atendimento.
Os prontos-socorros dos hospitais Cajuru, Evangélico/Mackenzie e Trabalhador estão atendendo apenas pacientes com casos graves encaminhados pelos serviços de saúde como Samu, Siate e UPAs.
Conforme a prefeitura, moradores de Curitiba que fizerem procura direta nesses prontos-socorros para atendimento de casos leves e moderados serão direcionados às unidades básicas.
Veja os números da Covid na capital
Situação dos leitos em Curitiba
Em Curitiba, a prefeitura informou nesta quarta-feira que a taxa de ocupação geral de leitos de UTI para pacientes com suspeita ou casos confirmados da Covid-19 é de 103%.
A ocupação dos leitos de UTI do SUS destinados aos pacientes adultos com a doença é de 105%, enquanto a taxa da UTI pediátrica é de 10%.
Segundo a prefeitura, a taxa de ocupação nas enfermarias nesta quarta-feira é de 90% em Curitiba.
Vídeos mais assistidos do G1 Paraná
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Rolar para cima