Veco Noticias

Covid: Decreto libera retorno de eventos e casas noturnas com restrições, em Guarapuava


Mercados, açougues e padarias poderão abrir às 7h. Regras entram em vigor no sábado (1º) e valem até 31 de maio, segundo a prefeitura. Decreto foi publicado na noite de sexta-feira (16) e passou a valer neste sábado (17)
Prefeitura de Guarapuava/Divulgação
A Prefeitura de Guarapuava, na região central do Paraná, liberou o retorno a partir de sábado (1º) de eventos e casas noturnas, que estavam proibidos desde novembro do ano passado. O novo decreto foi publicado nesta sexta-feira (30) e tem validade até 31 de maio.
Pelo decreto, os eventos culturais e sociais, reuniões e casas noturnas estão permitidos todos os dias, das 7h às 23h. No caso de eventos com auditório, estão proibidas a distribuição, comercialização ou o consumo de alimentos e bebidas. A duração também não pode exceder 3 h.
Para esses eventos, a prefeitura limitou a ocupação dos locais em 25% da capacidade, respeitando o máximo de 400 pessoas. O distanciamento mínimo deve ser de um metro.
CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias
ACOMPANHE: Média móvel de mortes e casos no estado
VACINAÇÃO NO PARANÁ: Veja perguntas e respostas
Casamentos, aniversários, batizados e outras reuniões semelhantes não podem exceder a duração de 4 h, respeitando distanciamento mínimo de 3 metros de raio entre as mesas.
Não estão permitidos, nesses casos, a realização de bailes e pistas de danças. O limite de ocupação dos locais é de 25% da capacidade, não podendo ultrapassar 100 pessoas.
Já os eventos residenciais ou em condomínios, como churrascos, estão permitidos com limite de duração de 4 h e ocupação máxima de 20 pessoas.
O decreto desta sexta também ampliou em uma hora o atendimento de mercados, açougues e padarias. Esses estabelecimento poderão abrir às 7h, em vez de 8h. O limite de metade da capacidade foi mantido.
Desde o início da pandemia, Guarapuava registrou 13.727 casos de Covid-19, segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). Dessas, 282 pessoas morreram vítimas da doença.
Confira as regras:
Toque de recolher: das 23h às 5h. No período das 20h às 5h fica proibida a distribuição, a comercialização ou o consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos;
Mercados, panificadoras, açougues e mercearias: podem funcionar das 7h até as 23h, com até 50% da capacidade;
Restaurantes, lanchonetes, bares e sorveterias: podem funcionar todos os dias, das 8h às 23h, com até 50% da capacidade. Para entregas, não há restrições de dias e horários;
Transporte coletivo: liberado para funcionar diariamente das 6h às 23h30, com 70% da capacidade dos ônibus, entre passageiros em pé e sentados;
Comércio em geral: pode funcionar todos os dias das 8h às 23h;
Hotéis, pousadas, motéis e outros serviços de hospedagem: autorizados a funcionar sem restrição de dias e horários, mas proibido para “day-use”;
Salões de beleza: deverão adotar obrigatoriamente o sistema de agendamento, sendo proibida a espera de clientes no local;
Academias: permitidas todos os dias, das 6h às 23h, com até 50% da capacidade;
Estabelecimentos de ensino: autorizados a funcionar todos os dias das 7h às 23h, com metade da capacidade.
Atividades religiosas: permitidas diariamente das 6h às 23h com 50% da capacidade.
VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR
Veja mais notícias da região em G1 Campos Gerais e Sul

Rolar para cima