Veco Noticias

Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em telejornais e Pe. Zezinho as detona

Para “determinada emissora, que todos sabem qual é”, quem defende a vida agora é “ultraconservador”

 

Emissoras brasileiras deturpam fatos em seus telejornais há décadas, mas há casos em que a sua ideologia de estimação fica particularmente gritante. Por isso, neste domingo, o pe. Zezinho escreveu em sua rede social:

Um repórter capitalizou no aborto e o outro na pedofilia. Um a serviço de sua emissora, outro a serviço da sua igreja. Foi nesta semana de fim de outubro.
O Brasil e mais de vinte nações votaram contra o aborto (confira reportagem). Esses repórteres, porém, esqueceram de sua função. Deveriam simplesmente escrever que, naquele encontro de nações, X nações votaram contra e Y nações votaram a favor! Isto seria verdade! Seriam fatos!

Emissoras brasileiras deturpam fatos sobre o aborto

Mas, para o Brasil, nos seus noticiários, repórteres a serviço de determinada emissora, que todos sabem qual é, repetiram dez vezes que o Brasil, o Egito e outras nações, por serem “ULTRACONSERVADORES“, votaram contra o aborto. Em outras palavras: só as nações que votaram a favor são nações EVOLUÍDAS…
Só porque aquela emissora quer! Decidiram que apoiar o aborto é progresso e condená-lo é retrocesso! Votar a favor do aborto para aquela emissora é um ato civilizatório. Para a tal emissora, matar um feto ainda no ventre da mulher não é crime. O que morreu é um pequeno monte de carne!… Há jornais e revistas cantando os mesmos refrões. Quem defende a vida agora é ultraconservador e quem apoia o aborto é super-progressista!

Emissoras brasileiras deturpam fatos sobre a Igreja Católica

Na outra emissora, um jovem repórter, claramente evangélico, que todos os dias louva Jesus Cristo no seu programa cheio de notícias policiais, repetiu várias vezes que há padres pedófilos. Seis vezes!…
E omitiu que também há pastores pedófilos, adultos não religiosos que também pecam por tal crime. Mas o repórter, sempre espetaculoso no seu horário de notícia, aproveitou para, seis vezes, destilar seu veneno contra os católicos e nada sobre os da sua igreja. Deu a entender que, na sua igreja, ninguém peca! Só os católicos! Se fosse repórter sério, mostraria que tal crime aconteceu em todos os espaços do país e muitas vezes na própria família. Mas, seis vezes, ele escolheu jogar seus telespectadores contra a nossa Igreja! E ele sempre termina seu trabalho louvando a Deus… Pois é!

https://pt.aleteia.org/

Separamos Para Você

Rolar para cima