Veco Noticias

Covid-19.Estado tem menor incidência, mas casos dobram na semana

Os registros de confirmações de covid-19 dobraram no Paraná entre a semana encerrada no último domingo (24) e a semana anterior, segundo boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde. Foram 928 casos de 18 a 24 de maio, contra 450 de 11 a 17 de maio. O aumento chegou a 106%. No comparativo com a primeira semana do mês (4 a 10), que teve 324 confirmações, o salto foi de 186%.

Apesar do aumento da disseminação, o Paraná mantém a menor incidência do novo coronavírus por 100 mil habitantes no Brasil, com taxa de 29,1. O índice nacional é de 178,4 e o regional Sul, 55,9.

Os estados com resultados mais próximos são Minas Gerais (32,9) e Goiás (35,8). O Estado ainda tem o quarto menor índice de mortalidade por 100 mil habitantes, com taxa de 1,4, enquanto a do País é 11,2.

Mesmo com incidência menor em relação a outras regiões brasileiras, o governo do Estado considera que a evolução recente dos casos de infecção reforça a necessidade de a população seguir as orientações das autoridades sanitárias para evitar a propagação da covid-19. O isolamento social, principalmente da população de risco, se mantém como estratégia de enfrentamento da pandemia, assim como o uso de máscaras e o habito de higienizar as mãos.

Maior salto

A semana passada foi marcada pelo maior salto em número absoluto de casos (478), e pelo terceiro maior registro percentual. Percentualmente, o índice mais elevado ocorreu entre a segunda e a terceira semanas de março, no começo da pandemia. O boletim indicou alta de 666%, quando houve variação de seis casos para 46. Entre a última semana de março e a primeira de abril, com crescimento acumulado de 96 para 291 casos, a evolução foi de 203%.

A média de casos desde a chegada da pandemia no Estado tem sido de 44,4 por dia, mas os dados apontam aumento recente. O Paraná atingiu índice de 136,4 casos por dia na semana encerrada no domingo passado (18 a 24 de maio), primeira vez com mais de 100 casos. Na semana retrasada, a média era de 64,2, e na anterior de 46,2.

Testes

Os dados do boletim epidemiológico indicam uma curva ascendente de infecções pelo novo coronavírus e a tendência ainda é de evolução. A estimativa é reforçada porque mais pessoas serão testadas nas próximas semanas. É que o Estado iniciou um processo de testagem em massa, com testes rápidos, novos laboratórios credenciados e os novos perfis selecionados para os testes gold (RT-PCR) na rede pública.

Óbitos 

O número de óbitos mantém trajetória regular no Paraná. Foram 29 mortes na semana encerrada no último domingo (24), maior número registrado em apenas sete dias, contra 15 na semana exatamente anterior (11 a 17 de maio) e 16 na primeira semana do mês.

A média de óbitos no Estado é de dois por dia (desde o dia 12 de março) ou 2,5 por dia (desde o dia 27 de março, data da primeira morte). O dia com maior registro foi no dia 20 de maio (sete casos).

Paraná tem 3.512 casos e 159 óbitos

O boletim divulgado pela Sesa nessa terça-feira (26) trouxe 182 novos casos e três óbitos em decorrência da covid-19. O total de infectados no Estado é de 3.512 e as mortes chegam a 159. Os últimos três óbitos foram de um homem de 69 anos, morador de Cascavel, que faleceu no domingo (24), uma moradora de Curitiba de 70 anos e ainda um homem de 18 anos que morava em Rancho Alegre. Já são 255 cidades que têm ao menos um caso confirmado da doença e 63 com registros de óbito.

Oeste – 600 casos

A região oeste ultrapassou ontem (26) os 600 casos de infectados pela covid-19. São, no total, 636, com 15 óbitos. As duas cidades que mais registram casos continuam sendo Cascavel, com quase metade do total, com 312 confirmações e sete óbitos. Foz do Iguaçu aparece na sequência com 118 casos e três óbitos.

Dois municípios registraram seus primeiros casos: Lindoeste e Iguatu, com um caso cada.

Separamos Para Você

Rolar para cima