Veco Noticias

Homem apontado como maníaco do “Sandero” diz, em depoimento, ser portador de HIV

Condenado a 35 anos de prisão por crimes cometidos em Santa Catarina, o homem de 35 anos preso em Curitiba e  apontado como “maníaco do Sandero”  disse em depoimento à polícia que é portador do vírus HIV. Ele foi preso no último dai 08 e reconhecido por três vítimas na Delegacia da Mulher por meio da técnica do paredão, quando vários homens são colocados em uma parede e um deles é apontado pelas vítimas. Apensar da declaração, a Polícia Civil informou que irá fazer um exame para confirmar se ele tem a doença ou não.

Quando perguntado se tinha alguma doença, o homem disse ter a doença. “Eu tenho uma doença no sangue: HIV”, disse ao juiz.

Na segunda-feira (13) a Pol;icia Civil informou que a namorada do homem, uma garota de 23 anos,  tinha sido presa em casa, no bairro Juvevê, onde os policiais encontraram quatro munições calibre 32.

Segundo a delegada Eliete Kovalhuk, que comanda o caso, uma perícia será feita no carro do suspeito. “Temos ainda algumas testemunhas para ouvir e precisamos analisar todo o material apreendido no aparamento para verificar a extensão da conduta dele e depois finalizar esse inquérito com o possível indiciamento do suspeito”.

O maníaco do Sandero

Apontado como o “maníaco do Sandero”, pela Polícia Civil, o homem preso na tarde da última quarta-feira (8) em Curitiba, é foragido da justiça de Santa Catarina e vivia em hotéis de Curitiba. O suspeito é condenado por um crime de roubo ocorrido em Santa Catarina no ano de 2009. Em Curitiba, ao menos uma vítima de estupro consumado foi confirmada pela PCPR. Ainda segundo a polícia, três vítimas já reconheceram o suspeito como sendo o autor dos crimes sexuais. O homem, de 35 anos, foi preso pela Polícia Militar por trafegar com uma arma, uma faca e também com fitas adesivas supostamente utilizadas para prender vítimas que ele estaria atacando.

Fonte: Tribuna Paraná