Veco Noticias

CSA vence Cruzeiro e complica rival na briga contra o rebaixamento

Em jogo marcado pelo pênalti perdido de Thiago Neves, o CSA venceu o Cruzeiro por 1 a 0, na noite desta quinta-feira (28), e deixou o rival em situação muito complicada na briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

O duelo válido pela 35ª rodada foi realizado no Mineirão, em Belo Horizonte.

Alan Costa marcou o gol da vitória do CSA.

A vitória mantém o CSA ainda vivo no Campeonato Brasileiro. Com 32 pontos, a equipe fica cinco pontos abaixo do Ceará, primeira equipe fora da zona de rebaixamento da competição.

Já o Cruzeiro segue na 17ª posição, com 36 pontos, um abaixo do Ceará.

PRÓXIMOS JOGOS

As equipes voltam a campo na próxima semana pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O CSA recebe o Bahia no Rei Pelé, neste domingo (1), às 18h.

Enquanto o Cruzeiro viaja ao Rio de Janeiro para encarar o Vasco  em São Januário, nesta segunda-feira (2) às 20h.

O JOGO

A primeira chance de gol da partida foi do Cruzeiro aos seis minutos. Éderson invadiu a área e na hora da finalização, Luciano Castán conseguiu fazer o corte.

Nova chance do Cruzeiro aos 18 minutos. Thiago Neves recebe na direita, corta para o meio e finaliza firme, mas no centro do gol e Jordi fez fácil defesa.

O Cruzeiro seguiu na pressão e aos 29 minutos criou nova chance. Fred fez o pivô e Pedro Rocha chutou prensado, mas perto do travessão.

Fred e Pedro Rocha apareceram bem de novo aos 35 minutos. O centroavante fez o pivô e o ponta finalizou firme, ao lado do poste esquerdo.

Mas aos 42 minutos, quem marcou o gol foi o CSA. Rafinha cobrou escanteio na marca do pênalti e Ricardo Bueno cabeceou em cheio. Fábio fez grande defesa, mas Alan Costa pegou o rebote e mandou a bola para o fundo das redes.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Cruzeiro conseguiu criar boa chance. Egídio cruzou e Alan Costa afastou mal. A bola sobrou com Ezequiel na entrada da área e o atacante finalizou firme para Jordi espalmar para escanteio.

Aos 11 minutos, foi a vez de Thiago Neves levar perigo. O meia bateu falta da entrada da área por cima da barreira e Jordi es esticou para espalmar.

Só que aos 15 minutos, Pedro Rocha foi lançado na área e quase na linha de fundo recebeu pisão de Alan Costa. Após revisão no VAR, o árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araújo assinalou a penalidade.

Thiago Neves foi para a cobrança, deslocou o goleiro Jordi, mas mandou a bola rente ao poste direito e desperdiçou a penalidade.

Aos 21 minutos, o CSA quase ampliou o placar. Rafinha bateu falta da direita, Fábio fez golpe de vista, mas a bola acertou o poste direito, antes de ser afastada pela defesa.

O Cruzeiro respondeu aos 23 minutos. Robinho arriscou da entrada da área e Jordi fez novamente boa intervenção.

Jordi apareceu bem mais uma vez aos 27 minutos. Dessa vez, Sassá recebeu na área no pivô, fez o giro e finalizou para boa defesa do goleiro.

O jogo chegou a ficar paralisado por cerca de cinco minutos, após alguns torcedores do Cruzeiro jogarem sinalizadores em campo.

Após a paralisação, o Cruzeiro voltou a criar chances de gol aos 42 minutos. Egídio cruzou na pequena área e Joel cabeceou firme para Jordi espalmar.

Paraná Portal