Veco Noticias

Gripe: Paraná tem 101 mortes pela doença desde janeiro

O Paraná registra 101 mortes por gripe desde o início do ano. Os dados constam no boletim semanal da Influenza divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde. Na última semana, foram contabilizados mais três óbitos pela doença.

As mortes ocorreram em Foz do Iguaçu, na região oeste; Teixeira Soares, no sudeste; e Itaúna do Sul, no noroeste.

Os municípios com mais mortes são Foz do Iguaçu (18), Curitiba (16) e Cascavel (5).

CASOS 

Segundo o monitoramento da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por Influenza, são 518 casos confirmados, sendo oito a mais que o último boletim. Os novos casos foram registrados nos municípios de Cambará, Foz do Iguaçu, Francisco Alves, Iporã, Itaúna do Sul, Londrina, Paranavaí e Rio Azul.

Dos casos confirmados, 27% são de pessoas acima de 60 anos, enquanto os óbitos correspondem a 52,5% nesta faixa etária. Os municípios de Cambará, Francisco Alves, Iporã e Itaúna do Sul ainda não tinham casos da doença registrados.

CUIDADOS

A Secretaria orienta que os cuidados contra a gripe precisam ser redobrados para evitar novos casos. O chefe da Divisão de Doenças Transmissíveis da secretaria, Renato Lopes, destaca que algumas medidas são indispensáveis para combater a gripe.

“Entre elas estão a higienização das mãos, principalmente antes de consumir alimentos, cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir, não compartilhar objetos de uso pessoal, como copos e talheres, manter ambientes arejados e seguir hábitos saudáveis de alimentação balanceada”, diz.

SINTOMAS DA GRIPE

Conforme a Secretaria, os sintomas incluem o aparecimento súbito de febre, calafrios, mal-estar, cefaleia (dor de cabeça), mialgia (dores musculares), dor de garganta, prostração, tosse seca, diarreia, vômito, fadiga, rouquidão, hiperemia conjuntival, entre outros.

A secretaria estadual da Saúde alerta que mediante qualquer sintoma deve-se procurar imediatamente uma unidade básica de saúde para o início do tratamento oportuno, não ultrapassando o prazo máximo de 48h para evitar agravamento da doença.

Paraná Portal

Separamos Para Você

Rolar para cima