Veco Noticias

Funcionário público de Francisco Alves sem CNH bate veículo da prefeitura e vítima fica com fraturas

Na manhã desta quinta-feira (15), a Polícia Militar de Francisco Alves foi procurada pela família de um adolescente, após o mesmo ter sofrido um acidente de trânsito na última terça-feira (13) na área central da cidade.

Segundo relatos do adolescente de 14 anos e de sua mãe, era por voltas das 16h30 de terça-feira (13), quando o adolescente estava transitando com sua bicicleta pela Rua Governador Parigot de Souza, no sentido ao ginásio de esportes, quando no cruzamento com Avenida Joaquim Luiz de Souza, ele e sua bicicleta foram atingidos por um veículo Fiat Uno Mille de cor branca de posse da Prefeitura Municipal de Francisco Alves.

Após a colisão, o jovem foi arremessado contra o asfalto e foi rolando até o canteiro central da avenida. Alguns metros depois o Fiat Uno parou e seu condutor, funcionário público municipal, foi até o jovem e o ajudou a se levantar do chão e após alguns instantes, o levou até ao Pronto Socorro Municipal.

Ao chegarem no Pronto Socorro, o adolescente foi deixado na unidade hospitalar e o motorista se retirou do local, antes de aguardar o acionamento da equipe de plantão da Polícia Militar da cidade, para atender a tal ocorrência. Minutos depois, outro funcionário público municipal, foi até a casa da família da vítima e comunicou os familiares sobre o ocorrido.

Em seguida, os familiares foram até o Pronto Socorro e após receber atendimento médico, o jovem foi liberado e voltou para sua casa com o braço e perna esquerdos fraturados, além de um corte de seis pontos na região da nuca.

Durante a confecção do Boletim de Ocorrências, em consulta ao sistema policial, os policiais constataram que o referido motorista do veículo Fiat Uno pertencente a Prefeitura Municipal não possui CNH (Carteira Nacional De Habilitação), motivo este que deve ter levado ao não acionamento da PM e do mesmo ter se retirado do pronto socorro após deixar a vítima na unidade hospitalar.

Sendo assim, após a confecção do Boletim de Ocorrência, o adolescente e seus familiares foram orientados e a situação encaminhada para a 15 ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Iporã/PR, a qual tomará parte da investigação e apuração dos fatos.

Correio do Ar

Separamos Para Você

Rolar para cima