Veco Noticias

Governo não dará reajuste e greve dos servidores está marcada para dia 25

O Governo do Estado não vai ceder às pressões dos movimentos da Polícia Militar e do funcionalismo público para reajuste da inflação de 4,97%. O governador Ratinho Junior observou que a reivindicação dos servidores, que “pedem reposição de 4,98% nos salários representa uma despesa suplementar para o Estado da ordem de R$ 1 bilhão. E não existe esta arrecadação no Paraná. Nós temos que trabalhar com a realidade”, disse.

Lideranças da Polícia Civil afirmaram ao Paraná Portal que se o governador não honrar a promessa de pagar o reajuste reivindicado haverá uma paralisação no setor, começando já na segunda-feira, com carreata com caminhões guinchos saindo do Parque Barigui em direção ao Palácio Iguaçu com viaturas “detonadas, sem condições de uso”. Também policiais militares representados por associações ameaçam parar os quartéis.

Ratinho Junior afirmou, em entrevista, que “se o Paraná perder a saúde financeira, o Estado vai se transformar em um Rio de Janeiro ou Rio Grande do Sul”.

Na APP-Sindicato os servidores públicos informam que há mais de 3 anos não recebem a reposição da inflação em seus salários. São mais de 17% de dívida do governo do Estado com professores (as), enfermeiros(as), funcionários(as) das escolas, policiais civis e militares, agentes penitenciários(as), médicos(as), escrivães, peritos(as) e outros(as) servidores(as), ativos e aposentados(as), que atendem diariamente os(as) mais de 11 milhões de paranaenses.

Diante da situação, os servidores (as) estaduais entrarão em greve a partir do dia 25 por tempo indeterminado. “Esperamos que o governador Ratinho Júnior cumpra com suas promessas, negocie com os sindicatos saídas para a situação e pague a dívida que tem com estes(as) trabalhadores(as)”, diz comunicado na página da APP.

Ratinho Júnior, quando deputado em 2018, afirmou na imprensa que não concordava com o calote da então governadora Cida Borghetti e que o Estado tinha condições de pagar o reajuste. Durante a eleição, também garantiu que iria dialogar com os sindicatos e pagaria a data-base, negociando os valores em atraso.

Paraná Portal

Separamos Para Você

Rolar para cima