Veco Noticias

Confira quais serão as mudanças com a extinção da Cettrans em Cascavel

Se a Companhia deixar de existir, no lugar irá entrar uma nova autarquia a Transitar.

 

A entrega do projeto que trata da extinção da Cettrans na Câmara de Cascavel é um passo importante para a fim da companhia. Mas se engana quem pensa que a cidade não terá um órgão de trânsito. A mudança de empresa pública para autarquia mantém todos os serviços ativos, como fiscalização, sinalização e educação de trânsito. A afirmação é do presidente da Cettrans, que trata da transição com bastante confiança.

A estrutura física da Cettrans será mantida no terminal rodoviário de Cascavel e passará a se chamar Transitar. O projeto pode ser lido hoje na sessão da Câmara de vereador e assim que for aprovado e sancionado pelo executivo será criado um novo CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e um liquidante será contratado pelo município. O processo deverá se arrastar até o fim ano.

O jurídico da Prefeitura fala em compatibilidade de cargos. Servidores que desempenham funções que serão criadas na autarquia, devem ser mantidos. Caso contrário poderão ser demitidos. O regime da Cettrans é celetista. O regime da autarquia será estatutário. Este advogado acredita que a transição é possível. O que não pode ocorrer é a redução de salários.

O Sindicado dos Servidores da Cettrans tem opinião contrária e afirma que a constituição não permite essa transição.

A direção da Cettrans fala em demissão de aproximadamente 20 aposentados e de profissionais que fazem a manutenção de semáforos e a fiscalização nas plataformas do terminal rodoviário. Esses serviços devem ser terceirizados.

Outro motivo para transformação da Cettrans em Transitar é reduzir gastos. Se estima uma economia anual de mais de 2 milhões de reais. As ações trabalhistas motivaram esta decisão. Quando a nova gestão assumiu o paço municipal eram 136 ações na justiça. 43 foram pagas, 43 o jurídico da companhia venceu e 50 ainda estão tramitando. Quitar todas elas, pode gerar um custo superior a R$ 1,5 milhão. O sindicato nega que esse é o problema mais grave da Cettrans.

Catve

Separamos Para Você

Rolar para cima