Veco Noticias

Vídeos flagram ação de tornado no Paraná

Um tornado foi flagrado supostamente em uma área rural próxima à Pitanga, município na região central do Paraná. Dois vídeos postados no Facebook mostram a ação do fenômeno natural e os danos por onde passou.

O primeiro vídeo mostra a destruição de casas, plantação e veículos. O segundo, gravado em um veículo, mostra o fenômeno natural – caracterizado por ser um cone giratório de ar – passando por uma vegetação.

Segundo Acácio Cordioli, técnico em meteorologia e caçador de tempestades há sete anos, é comum que existam tornados nessa época do ano, principalmente pelo período de instabilidade que o Paraná vem sofrendo. De acordo com o boletim da Defesa Civil, mais de 25 mil pessoas no Paraná foram atingidas pela chuva.

“Essa época é propícia, já tem vários registros de tornados. Com a entrada de frentes frias, a atmosfera fica bastante instável. No vídeo, dá para ver a base da tempestade levantando o mato”, analisa.

SIMEPAR

De acordo com o meteorologista Samuel Braun, do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), o vídeo apresenta um tornado de classificação F0. Segundo ele, isso significa que os ventos eram inferiores a 110 km/h.

Braun atesta que o vídeo se trata de um tornado, embora o funil característico não esteja tão bem formando. O meteorologista, no entanto, pondera que o Simepar não pode atestar que o vídeo realmente foi flagrado no Paraná.

“Agora começa um processo de buscas pelas informações, [cidade, horário e localização]”, explica. Samuel Braun afirma que os tornados geralmente estão associados a uma área de instabilidade. “A atmosfera tem que estar muito instável”, avalia. O meteorologista esclarece que a presença de tornados dessa magnitude não são incomuns.

O que dá para garantir é que o mau tempo deve continuar, pelo menos, até sábado (1). Só a partir de domingo (2) que a frente fria deve tomar o rumo de São Paulo e diminuir a instabilidade no Paraná.

CLASSIFICAÇÃO

O tornado F0 tem ventos até 110 quilômetros por hora (km/h) e pode causar danos mais leves, como arrancar galhos e cortar cartazes.

O tornado F1 tem ventos entre 115 km/h e 175 km/h, força suficiente para destelhar uma casa (como no vídeo) e deixar diversos rastros de destruição.

A partir do F2, a força começa a ser muito violenta. Com ventos entre 175 km/h e 250 km/h, telhados e árvores são arrancados com certa facilidade, além de tornar qualquer objeto muito perigoso.

O F3 é caracterizado por ter ventos entre 50 km/h e 330 km/h, derrubando paredes e tombando trens.

O tornado  F-4, entre 330 km/h e 415 km/h, é capaz de demolir casas ou edifícios mais frágeis.

Por fim, o F-5 é o mais devastador. Com velocidade do vento entre 415 km/h e 510 km/h, tem danos inacreditáveis, podendo arrastar casas e carros a grandes distâncias.

Assista aos vídeos:

#URGENTE | TORNADO ATINGE O PARANÁ!Um tornado foi reportado na tarde desta quinta-feira (30/05), na divisa dos municípios de Pitanga e Santa Maria do Oeste, na região centro-norte do Paraná.No local onde o tornado cruzou estima-se que os ventos eram superiores a 120 km/h (no momento em que árvores são lançadas no ar). O fenômeno que não é raro no estado, além de ser reportado quase que mensalmente, foi registrado na zona rural, onde provocou danos em algumas residências. Não há relatos de vítimas! A maioria dos tornado ocorrem em áreas desabitadas e muitas vezes acabam passando despercebidos, por esse motivo causam espanto quando vistos próximos de regiões habitadas, seja no interior ou na cidade. E esse é um dos principais motivos para que se trabalhe a informação e o treinamento de meio de prevenção, para desmistificar o fenômeno e proteger as pessoas!Reportagem Vagner OnuczakCurta -> Grupo Tornados no Brasil – Meteorologia

Gepostet von Grupo Tornados no Brasil – Meteorologia am Freitag, 31. Mai 2019

#URGENTE | TEMPO SEVERO PROVOCA ESTRAGOS NO PARANÁ! Além do tornado em Pitanga na região central do estado do Paraná, na tarde desta quinta-feira (30/05) a região de Espigão Alto (sudoeste do estado) contabilizou graves danos em consequência do tempo severo. No interior de Espigão, que fica a aproximadamente 5 km de distância de Quedas do Iguaçu, um tornado deixou rastro de destruição. Infelizmente em um pequena propriedade da região um morador relatou as momentos que passou e tudo que perdeu. O tempo severo deixou estragos em dezenas de municípios paranaenses ao longo de toda a quinta-feira. Informações divulgadas pelo Portal local Candu.

Gepostet von Grupo Tornados no Brasil – Meteorologia am Freitag, 31. Mai 2019

Paraná Portal

Separamos Para Você

Rolar para cima