Veco Noticias

Secretaria de Saúde confirma primeira morte por H1N1 em Toledo

Toledo registrou seu primeiro caso de morte por influenza A (H1N1), um dos agentes causadores da gripe. A informação foi confirmada pelo Departamento da Vigilância Epidemiológica. Uma mulher de 54 anos perdeu a vida no dia 02 de maio.

O fato preocupa e deve ser motivo de atenção no município, principalmente pelos quatro casos que já foram confirmados. Por isso, as equipes de saúde reforçam a importância da vacina contra a Influenza (gripe) para os grupos prioritários.

A secretária da Saúde, Denise Liell, destaca que neste período as doenças respiratórias acometem boa parte da população e que o vírus da gripe é considerado de circulação endêmica, ou seja, faz parte do nosso ambiente. No entanto, os cuidados devem ser tomados independente de ser gripe por causa do vírus tipo H1N1, pois sempre há um risco nestas doenças. A medicação está disponível para a população em todos os serviços. A secretária destaca ainda, a necessidade da população prioritária se vacinar.

A Campanha começou no dia 10 de abril em todas as Unidades Básicas de Saúde do município, e no último sábado foi realizado o Dia D da campanha. Desde o início até a última quarta-feira (8), foram aplicadas 22.690 doses da vacina, atingindo 65% do público alvo, sendo 63% crianças; 77% trabalhadores de saúde; 59% gestantes; 59% puérperas; 76% idosos e 74% professores. A meta é imunizar 90% do público alvo. “As pessoas eleitas nos grupos de risco estabelecidos para essa campanha devem se vacinar, pois o vírus está circulando”, comenta a enfermeira Cleunice Sarturi.

Para quem não vacinou, ainda dá tempo. A Vigilância Epidemiológica vai oferecer a vacina contra a gripe para os grupos prioritários até 31 de maio, em todas as UBSs, exceto a do Cesar Park.  Devem ser vacinados, idosos a partir de 60 anos, puérperas até 45 dias após o parto, crianças de seis meses a cinco anos, trabalhadores da área da saúde, indígenas, professores com declaração da escola e pessoas com doenças crônicas.

Ela reforça sobre os cuidados com a gripe como: evitar lugares aglomerados e fechados, lavagem das mãos com mais frequência ou uso de álcool gel na impossibilidade de lavar as mãos, ingestão de líquidos, utilização de lenços de papel, não compartilhar objetos pessoais, copos, talheres, entre outros. “Também evitar abraços, beijos e apertos de mão se estiver doente de gripe”.

Casos confirmados

A Secretaria de Saúde de Toledo confirmou quatro casos de H1N1 no município. Dentre os casos três são de pacientes em tratamento e um de uma mulher que morreu no dia 02 de maio, em decorrência do vírus.

A Secretaria ainda confirmou que 22 casos de gripe agravada estão sob investigação, em Toledo, sendo que 10 já foram descartados. Os outros 12 casos estão em análise e os resultados devem ficar prontos nos próximos dias. Em Cascavel uma criança de três anos e um idoso morreram em decorrência do vírus H1N1.

Vacinação contra febre amarela

Paralelo, a saúde reforça a vacinação contra febre amarela silvestre no interior. As equipes estão se deslocando nas localidades do interior conforme agenda de datas pré-definidas, para verificar o Cartão de Vacinação e, se necessário, fazer a imunização. Conforme o balanço, já somam 703 atendimentos, destes 108 vacinas aplicadas.

 Nesta sexta-feira (10), haverá atendimento em Bom Princípio, (Linha Sanga Guarani, Anzolin, Marilopeí), das 8h às 12h e das 13h30 às 17h. Na Linha Gramado (Linha Sanga Guarani), das 8h às 12h. Em Vista Alegre (Linha Lacto Bom, Linha Carvalho, Linha Comin), das 13h30 às 17h.

Toledo News

Separamos Para Você

Rolar para cima