Veco Noticias

Após protesto de professores, governo do Paraná afirma que vai criar comissão para negociar reposição da inflação

O protesto dos professores da rede estadual de ensino do Paraná, que começou na manhã desta segunda-feira (29), em Curitiba, terminou por volta das 15h.

Após uma reunião entre representantes dos sindicatos e do governo estadual, ficou decidido que, a partir desta terça-feira (30), será criada uma comissão especial para negociar a reposição da inflação da categoria.

“O Estado tem dificuldades pra cumprir com aqueles compromissos que já estão atrasados em 2017, 2018 e mais a data-base de agora. Foi estabelecido uma comissão que vai tratar desses assuntos pra resolver isso ao longo do mês de maio pra que a gente possa encontrar uma saída que seja boa para os dois lados, para o Governo do Paraná e também para os servidores”, disse o vice-governador do Estado do Paraná, Darci Piana (PSD).

Os professores paralisaram as atividades para fazer o protesto e afirmam que estão sem reajuste salarial há três anos. O atraso, segundo a categoria, representa uma defasagem de 17% em relação a inflação no período.

De acordo com um levantamento da Secretaria de Educação, 44% das escolas da rede estadual de ensino funcionaram normalmente nesta segunda-feira, outras 46% funcionaram parcialmente e 7% estiveram fechadas. O governo estadual disse que o movimento não afetou as aulas nas escolas.

De acordo com a estimativa do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Paraná (APP-Sindicato), 10 mil pessoas participam da manifestação no centro de Curitiba. A Polícia Militar disse que 7 mil manifestantes estiveram presentes.

Os professores se concentraram em frente à Praça Santos Andrade e se deslocaram para a Praça Nossa Senhora Salete, em frente ao Palácio Iguaçu.

O presidente da APP-Sindicato, Hermes Leão, disse que tem o entendimento de que, de fato, o governo não teria condições imediatas de aplicar os 17% que estão atrasados da inflação de mais de três anos.

“Nós compreendemos que é possível e temos segurança em afirmar que o governador Ratinho Júnior pode sim efetivar a inflação do último ano, que vai fechar em torno de 4,8%. Isso vai ser aplicado imediatamente”, disse o presidente do sindicato.

Apoio aos professores

As delegacias de Polícia Civil do Paraná estão funcionando em regime de plantão nesta segunda-feira (29) em apoio aos dos servidores estaduais.

Além dos servidores ligados à Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR) do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR), professores da rede estadual de ensino também participam da paralisação.

De acordo com a Sesp-PR, todas as delegacias do Paraná estão funcionando em regime de plantão, como acontece aos fins de semana e feriados. O expediente deve ser normalizado nesta terça (30), conforme as classes sindicais.

G1

Separamos Para Você

Rolar para cima