Veco Noticias

Educação divulga resultado da consulta sobre material didático

A consulta teve como finalidade conhecer as necessidades e expectativas dos profissionais e estudantes das redes de educação em relação ao material didático.

 

A Secretaria de Estado da Educação divulgou os resultados da consulta pública sobre o Material de Apoio Didático do Paraná, que começa a ser elaborado nos próximos meses, com base no Referencial Curricular do Paraná aprovado no fim de 2018.

A Superintendência da Educação, responsável pelo desenvolvimento do material, também definiu quais serão os próximos passos do trabalho e anunciou que professores interessados poderão participar da elaboração desse material.

A consulta teve como finalidade conhecer as necessidades e expectativas dos profissionais e estudantes das redes de educação em relação ao material. O engajamento surpreendeu: foram 22 mil respostas de alunos, tanto dos anos iniciais quanto finais do Ensino Fundamental e Médio, e cerca de 10 mil participações de profissionais, de todas as regiões do Estado.

Os estudantes apontaram, de forma geral, que os livros didáticos utilizados atualmente não estimulam o uso da tecnologia, o trabalho extra-classe  e o aprendizado em grupo. Ainda, muitos acreditam que as atuais publicações não contemplam a realidade e o contexto locais.

Como expectativa, tanto docentes quanto estudantes dizem que gostariam de receber um material que trabalhe com metodologias ativas, a fim de estimular outras competências e habilidades dos jovens. Os alunos também querem ter contato com textos que abordem as características culturais do Paraná e que proponha pesquisas fora da sala de aula.

Os professores, por sua vez, consideraram como uma das principais necessidades do material, que vai ser produzido, a inclusão de sugestões para estratégias para o trabalho com alunos com deficiência e dificuldade de aprendizagem. Na opinião de 60% dos profissionais de educação que participaram da consulta, o melhor formato é o de apostila.

PRÓXIMOS PASSOS – O superintendente da Educação, Raph Gomes Alves, afirmou que a consulta pública foi muito importante para nortear os próximos passos do projeto. Segundo ele, o objetivo é desenvolver um material forte, com sugestões para melhorar a abordagem dos conteúdos em sala, levando em consideração a aplicabilidade das propostas e o desafio que é prender a atenção do aluno para o estudo.

Alves frisou que a próxima etapa é a publicação de edital para a seleção de professores-autores e professores-coordenadores para a criação das apostilas, que deve ocorrer nos próximos dias. Para o superintendente, é preciso entender que tipo de elementos o material deverá ter para efetivamente apoiar o professor em sala de aula.

“O grande líder desse processo é o professor que está em sala, e cabe a Secretaria da Educação dar esse suporte para ele conduzir essa aula com a qualidade desejada pelo docente e pelos estudantes. Vamos precisar contar muito com a ajuda de nossos ótimos professores”, disse.

O Material de Apoio Didático do Paraná foi proposto no início de 2019 pelo secretário estadual da Educação, Renato Feder, e a necessidade de elaboração foi confirmada durante a realização de grupos focais com professores da rede estadual e alunos integrantes de grêmios estudantis de Curitiba.

AEN

Separamos Para Você

Rolar para cima