Veco Noticias

Espécies de abelhas e sua preservação foi tema de palestra com estudantes em Marechal Cândido Rondon

Bom para ser utilizado na culinária, para remédios, para cremes, bebidas, e muitas outras finalidades. O mel e suas propriedades, tipos de abelhas, preservação do ecossistema e outros detalhes foram pauta de palestra proferida pelo técnico em meio ambiente da Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore), Ângelo Daniel Valoto com alunos do 4º ano da Escola Municipal Erico Verissimo de Marechal Cândido Rondon. Um projeto sobre abelhas é desenvolvido pela professora Marlice Rosani Przygodda Gundt e, dentre os objetivos está a valorização do trabalho coletivo e convívio social.

“A reflexão a partir de uma vivência prática faz com que os alunos reflitam, conheçam e, principalmente, mudem suas ações para melhor convívio social”, observa Valoto. O projeto enfoca a valorização do trabalho coletivo com o princípio de aprender fazendo.  Os trabalhos caracterizam-se pela vivência coletiva de situações concretas e significativas, segundo o técnico da Biolabore.

Na conversa com os alunos foram desenvolvidos vários temas como: a diferença entre espécies de abelhas nativas (meliponídeos) e africanizada (Apis Melifera). As que são mais comuns na região oeste do Paraná, o cuidado e a preservação, o uso de químicos agrícolas, a importância das abelhas na alimentação humana de cada dia entre outros assuntos. “A conversa com os alunos levou à reflexão sobre o cuidado e necessidade de preservar as espécies fascinantes e espetaculares que compõem nosso ambiente”, disse Valoto.

O sabor do mel, aroma e cor também podem variar de acordo com as floradas, definidas a partir do tipo de flor que a abelha coleta o néctar para a produção. Alguns benefícios podem ser mais fortes em determinados tipos do que em outros, o que parte do contexto geral de espécies, clima e qualidade do alimento disponibilizado às abelhas.

Via Assessoria

Separamos Para Você

Rolar para cima