Veco Noticias

Athletico atropela o Jorge Wilstermann e marca seus primeiros pontos na Libertadores

Com pressão desde o início, Furacão faz dois no primeiro tempo com os argentinos Marco Ruben e Tomás Andrade. Placar é fechado com Renan Lodi e Bruno Guimarães no segundo tempo.

 

Resumão

Festa do Furacão: Renan Lodi e Bruno Guimarães foram dois dos marcadores

Festa do Furacão: Renan Lodi e Bruno Guimarães foram dois dos marcadores (Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo)

Sem tempo para pensar, o Athletico atacou o Jorge Wilstermann, nesta quinta, pela Libertadores, até conseguir a vitória de 4 a 0 na Arena da Baixada, pela segunda rodada. O time de Tiago Nunes pressionou desde o primeiro minuto, não deixava os bolivianos darem dois toques em paz e acumulava chances, algumas desperdiçadas, outras com boas atuações do goleiro Giménez. De tanto tentar, os gols saíram: Marco Ruben e Tomás Andrade fizeram no primeiro tempo. Logo no começo do segundo tempo foi a vez de Renan Lodi marcar, o jogo perdeu o ritmo, mas Bruno Guimarães ainda fez o seu no fim.

Na tabela

Com o resultado, o Furacão faz três pontos e assume a segunda colocação do grupo, atrás apenas do Boca Juniors, que tem quatro pontos. O terceiro colocado é o Tolima, que tem três pontos, mas saldo de gols pior. O Jorge Wilstermann está na lanterna do Grupo G, com um ponto

athletico x jorge wilstermann arena da baixada

athletico x jorge wilstermann arena da baixada (Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo)

Primeiro tempo

Tomás Andrade fez o segundo gol da partida

Tomás Andrade fez o segundo gol da partida (Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo)

Se havia alguma intenção do Jorge Wilstermann tentar segurar um placar sem gols, o Athletico não deu tempo para que os bolivianos se organizassem. A pressão atleticana na Baixada começou aos cinco minutos, quando Bruno Guimarães chutou para o gol e Giménez defendeu. Mal sabia o goleiro boliviano que iria trabalhar muito. Renan Lodi, Rony e Nikão eram os que mais assustavam, mas o primeiro gol veio de Marco Ruben quase sem querer aos 31 minutos. Rony chutou com força, a bola desviou no argentino e entrou.O ritmo não mudou, e o segundo veio aos 36 minutos com Tomás Andrade, que fez um belo contra-ataque em velocidade e teve a contribuição do goleirão. Apesar da vitória, o clima no fim do primeiro tempo é de que cabia mais.

Segundo tempo

Renan Lodi fez o terceiro do Furacão, ainda no começo do segundo tempo

Renan Lodi fez o terceiro do Furacão, ainda no começo do segundo tempo (Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo)

A fome de gols do Athletico seguiu logo no início, com Renan Lodi mandando para as redes aos cinco minutos. Ele recebeu bela inversão de bola de Camacho, invadiu a área e bateu para o gol. Prêmio para o melhor jogador do Furacão em campo. Após o terceiro gol, o Athletico dimninuiu um pouco do ritmo, enquanto Tiago Nunes passou a poupar titulares, tirando Jonathan, que fez seu primeiro jogo, e Rony, que estava querendo arranjar confusão, fazendo graça em campo e irritando os jogadores bolivianos. Cirino e Wellington entraram para seguir o jogo mais calmo até o seu fim, mas não sem antes mais um gol. Com o Jorge Wilstermann entregue, o contra-ataque chegou de pé em pé até Bruno Guimarães mandar as redes.

Público e renda

Público Pagante: 16.331

Público Total: 17.323

Renda: R$ 270.035,00

Próximos jogos

O próximo desafio de Tiago Nunes e seus comandados será contra o Boca Juniors. A partida da terceira rodada está marcada para o dia 2 de abril, uma terça, às 21h30, na Arena da Baixada. Já o Jorge Wilstermann visita o Tolima no dia 3, uma quarta, na Colômbia.

Globo Esporte

Separamos Para Você

Rolar para cima