Veco Noticias

Como seria uma guerra Brasil x Venezuela?

Possuímos um contingente maior e mais máquinas de guerra. No conflito aéreo, porém, teríamos problemas.

Estima-se que a Guarda Nacional Bolivariana, nome dado às Forças Armadas venezuelanas, conte hoje com 123 mil integrantes. Analisando apenas a proporção de militares e civis do país, dá para dizer sem medo que a Venezuela é bastante militarizada. O Brasil possui um contingente de 334 mil soldados na ativa e uma população de 207 milhões. A Venezuela, porém, tem pouco mais de 32 milhões de habitantes – uma população bem menor que a do Estado de São Paulo, que tem 44 milhões.

E ainda tem um detalhe: esse número de 123 mil integrantes não representa o real contingente militar venezuelano. Isso porque ele não inclui na conta a chamada Milícia Nacional Bolivariana, grupo paramilitar formado por voluntários pró-Nicolás Maduro, atual presidente.

Ninguém até hoje ousou cravar qual o número total de milicianos – ainda que Maduro tenha falado em 1,6 milhão de pessoas no final de 2018 –, ou o quanto estão bem-armados e treinados. O que se sabe é que o grupo têm feito barulho nos últimos dias, sobretudo nas regiões de fronteira que a Venezuela mantém com a Colômbia e o Brasil.

As tensões na divisa com o Brasil se intensificaram a partir da última sexta-feira (22) e se estenderam pelo fim de semana. Militares e milícias apoiadores de Maduro impediram a entrada de ajuda humanitária, incendiando e apedrejando caminhões com alimentos e remédios vindos do Brasil. O argumento é que as tentativas de ajuda mascaram uma intervenção militar patrocinada pelos Estados Unidos – e, portanto, devem ser rechaçadas a todo custo.

Separamos Para Você

Rolar para cima